Uma festa tradicional que ocorre todos os anos, em meados de Junho, em Parintins (no estado de Amazonas), tendo como protagonistas dois bois (bumbás), nascidos das tradicionais brincadeiras de ruas, das promessas e lendas e são os donos da festa na arena do Bumbódromo. Esse festival dura três noites e o Boi Garantido (cor vermelha) e o Boi Caprichoso (cor azul) fazem as suas apresentações. Ao final, é escolhido o que teve a melhor performance e enredo.

Mas de onde surgiu a história/cultura dos bois bumbás?! Reza a lenda que o “Boi” Garantido e o “Boi” Caprichoso, teriam nascido graças às promessas feitas a São João Batista. Por motivos diferentes, mas tendo as promessas sido atendidas, cumpririam o que prometiam: ambos os “Bois” se apresentariam todos os anos, como forma de agradecimento às graças alcançadas.

O nome do Boi Caprichoso surgiu devido ao capricho do seu criador, o nordestino Roque Cid. Suas cores são o branco e o azul, e seu boi tem uma estrela de cinco pontas na testa. Seu símbolo é a estrela azul, ele é o Guardião da Floresta, do folclore parintinense, do imaginário caboclo e do lendário dos povos indígenas.

O Boi Garantido foi criado em 1913 na Baixa do São José, uma vila de pescadores por Lindolfo Monteverde. As cores típicas deste boi são o vermelho e branco, e ele possui um coração na testa. É também conhecido como o “Boi do Povão”, “Boi da Paixão” e “Boi da Promessa”.

Nessa “disputa” anual, as torcidas são um fator importante: ambos os lados seguem regras para que tudo aconteça de forma amigável e prazerosa: não podem usar a cor do grupo rival nem mencionar o nome do outro boi-bumbá (que deve ser tratado como ‘contrário’), e não podem, jamais, vaiar a apresentação do adversário. Durante a apresentação o grupo rival, deve permanecer em completo silêncio.

Esse folclore ainda conta com uma produção cuidadosa que contempla alegorias compostas de enormes esculturas e coreografias previamente ensaiadas que fazem da disputa entre Boi Caprichoso e Boi Garantido um espetáculo a parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *