Curiosidades da Amazônia

Considerada região de maior biodiversidade e maior concentração de verde em área única do nosso planeta, esse costuma ser um destino que desperta o interesse de todos sobre o que muita gente chama de “pulmão do planeta”. Mas além disso, existem muitos dados importantes sobre a região que não costumam ser tão divulgados.

Trouxemos alguns números e curiosidades para que você se situe melhor sobre o tamanho e a importância socioeconômica desse vasto território verde.

  • Região da bacia amazônica: região compreendida pela grande bacia do rio Amazonas, a maior bacia hidrográfica do planeta. São 25 mil quilômetros de rios navegáveis. A área abrange seis países: Brasil, Peru, Bolívia, Equador, Colômbia Venezuela. No Brasil, o conceito de Amazônia Legal foi criado em 1966. Atualmente inclui: Amazonas, Acre, Pará, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão, Goiás e Tocantins.

  • A Amazônia tem 5 milhões de quilômetros quadrados. Abrangendo 59% do território brasileiro, distribuído por 775 municípios. Representa 67% das florestas tropicais do mundo.

  • Se fosse um país, a Amazônia seria o 6º maior do mundo em extensão territorial. Um terço das árvores do mundo estão na região, além de 20% das águas doces.

  • Em 2003, o cadastro do Incra continha 302 mil registros de posse somando aproximadamente 42 milhões de hectares ou 23,7% da área dos imóveis da Amazônia cadastrados no Incra.

  • Em 2007, as áreas protegidas (terras indígenas e unidades de conservação) e reservas militares somavam aproximadamente 43%3 do território da Amazônia Legal ou em torno de 209 milhões de hectares. Mais de metade da Amazônia possui situação fundiária incerta.

  • Aproximadamente 80% da área desmatada está até 30 km das estradas oficiais. Dados da FAO revelam que, de 2000 a 2005, o Brasil respondeu por 42% da perda florestal líquida global – dos quais, a maior parte ocorreu na Amazônia brasileira. Entre 1990 e 2003, o rebanho bovino na Amazônia Legal Brasileira aumentou de 26,6 milhões para 64 milhões de cabeças, o que representa um aumento de 140 % (IBGE 2005).

  • Cobertura Vegetal: As florestas (densas, abertas e estacionais) cobrem 64% da Amazônia. As formações não-florestais – compostas por cerrados, campos naturais e campinaranas – cobrem outros 22%. O restante, 14% da cobertura vegetal da Amazônia, foi desmatado até 2004. Aproximadamente 24% é composta por áreas privadas (IBGE, 1996).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *