Conheça 3 frutos nativos da região Amazônica

Um dos componentes da biodiversidade amazônica são os seus frutos nativos, essa região é um incrível e rico bioma com a capacidade de produzir sabores únicos. Não é coincidência que a culinária da Amazônia tem fama de uma das gastronomias mais exóticas e deliciosas do país,

São diversas consistências e características que variam entre o adocicado e o azedo, passando até por alguns traços intrigantes, que são difíceis de descrever. Entre tantos frutos, escolhemos 3 – que não são daquelas mais populares – para você conhecer melhor.

  • Uxi: ambém conhecida por Uxipaçu. Tem uma consistência peculiar e um sabor inconfundível. É rico em fibras e vitaminas C e E, além de possuir propriedades anti-inflamatórias, antioxidante, antiviral e vermífuga. Está cada vez mais raro de se encontrar, devido ao desmatamento em algumas regiões, o que afeta muito sua produção, que é extremamente demorada. O uxizeiro costumar dar frutos somente 20 anos depois do plantio da árvore.

  • Ingá: Um fruto adocicado que conforme sua espécie, pode possuir vários tamanhos, o que não influencia em seu sabor único e irresistível. O ingazeiro cresce, principalmente, próximo a igarapés ou em locais bastante úmidos. É consumido in natura, rico em sais minerais, ótimo para o bom funcionamento do organismo. Sua casca serve para cicatrização de feridas e o fruto é utilizado para a fabricação de xaropes para o tratamento de bronquite.

  • Ajurú: Também conhecido como cajuru, guajuru, uajuru e até uirapuru. Fruto de casca vermelha rosada, tem polpa branca, esponjosa e de sabor adocicado e agradável, que lembra o gosto da maçã. Seus frutos são alimentos de várias espécies de pássaros, o que torna o fruto útil para plantio em áreas degradadas de preservação permanente.

Acompanhe mais conteúdos também em nosso Instagram e Facebook: @untamedamazon

#Ecoturismo #EcoturismoAmazonia #Amazonia #CruzeiroNaAmazonia #TurismoAmazonas #TurismoDeLuxo #Brazilian_luxury_travel #Ecoturism #Amazonian #AmazonianForest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *