Cinco animais exóticos que só existem na Amazônia

Muitos animais da Amazônia são mundialmente conhecidos como, por exemplo, o boto cor de rosa. Mas muitos dos seres que não ganham tanto os holofotes desta floresta, são dignos de uma atenção diferenciada. Seja por possuírem habilidades inusitadas, ou até mesmo pela sua aparência peculiar. Conheça alguns desses estranhos animais que habitam a Amazônia.

1- Matá-matá (Chelus fimbriata)

Este animal que pode assustar à primeira vista devido a sua aparência diferente,  não é  nada mais nada menos do que uma tartaruga que vive no norte da América do Sul. Esta é uma espécie rara de acordo com o Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) e pode ser vista no Bosque de Ciência do Instituto em Manaus. Apesar de sua aparência amedrontadora, este animal não é perigoso, ele se alimenta de peixes com uma técnica de sucção.

2- Urutau ou mãe-da-lua

Esta ave estranha não é nenhuma espécie de coruja ou gavião, ela é uma ave insetívora noturna da ordem Nyctibiiformes. Pode ser encontrada desde o México até o sul do Brasil. Entretanto, quando as temperaturas baixam no sul e sudeste, elas tendem a se retirar para o Amazonas, pois os insetos ficam escassos. O urutau é excelente em se camuflar, ele descansa em troncos e aparenta ser apenas uma extensão da madeira. Ao voar com sua enorme boca aberta ele captura os insetos. Outra curiosidade interessante é que ele pode enxergar mesmo com os olhos fechados, são chamados de olhos mágicos, isso se deve à suas pálpebras possuírem duas pequenas fendas, que lhe permite observar o arredor mesmo quando fechadas.

3- Jequitiranabóia  (Fulgora laternaria

Este estranho inseto possui entre seis a sete centímetros e pode ser encontrado na América do Sul. Graças a sua aparência ele é chamado de cabeça de amendoim em inglês. Mas de acordo com os pesquisadores, o formato inusitado de sua cabeça, tem o intuito de afugentar predadores. Suas asas com padrões de olhos de coruja possuem o mesmo intuito. Muitas lendas circulam este pequeno ser, mas a verdade é que ele é absolutamente inofensivo.

4- Poraquê (Electrophorus electricus)

Também conhecido como peixe-elétrico, é um peixe de água doce, que vive em lagos e rios que possuem fundos lodosos e águas calmas. É muito conhecido pela sua habilidade de produzir descargas elétricas para caçar e se defender. Mas além dessas duas funções, suas células musculares modificadas que produzem essa energia,  também o ajudam a se localizar e encontrar alimento.

5-  Perereca de vidro (Hyalinobatrachium iaspidiense)

Graças a sua pele transparente, este pequeno animalzinho recebeu o nome de perereca de vidro. Ela foi descoberta apenas em 2002 por pesquisadores, na Cachoeira da Onça no Amazonas. É uma espécie de anfíbio frágil que chega a atingir apenas 24 milímetros de comprimento. É um animal noturno que possui como principal alimento insetos. Já seus predadores são cobras e aranhas.

Fonte: Portal Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *